Santa Apolonia Odontologia
SANTA APOLONIASERVIÇOS ODONTOLÓGICOSORIENTAÇÕES CLÍNICASFALE CONOSCODIA CLÍNICO
AFTAS
CIRURGIA APICETOMIA
PLÁSTICA GENGIVAL
PREVENÇÃO
PROFILAXIA - HALITOSE
CLAREAMENTO DENTAL
FREO LABIAL HIPERTRÓFICO
TRATAMENTO DO RONCO E APNÉIA
...
CIRURGIA - SISO

01

 Exame Clínico revela um caso comum de sisos semi inclusos, mas a panramica nos surpeendeu este paciente tiha 7 dentes do siso.

Ver caso

02

Exame Clínico 4 molares  Semi inclusos  o 38 apresenta grande proximidade com o alveolar inferior

Ver caso

03

Este paciente  não tinha dores nos dentes do siso. Porém, estes estavam muito próximos aos dentes vizinhos, e já havia suspeita de comprometimento das raízes dos 2ºs molares.

Ver caso

04

Paciente jovem, de 27 anos, nos procurou com dores na região do siso inferior direito. Nota-se a posição horizontal dos sisos inferiores - dentes deitados, o que dificulta sua extração.

Ver caso

05

Neste caso podemos observar a grande proximidade do dente do siso inferior com o nervo mandibular –que dá sensibilidade aos dentes inferiores e a pele, ossos e tecido do queixo.

Ver caso

06

Podemos observar neste caso a curvatura acentuada das raízes dos sisos inferiores. Tivemos que tomar muito cuidado ao extrair estes dentes, pois o risco de fratura das raízes era muito alto.

Ver caso

 

Perguntas Frequentes

Ver o Artigo

 

   Caso 01

Jovem de 27 anos nos procurou em 29 de Setembro de 2009 com dor no dente 38 Podemos observar nesta radiografia uma situação rara. Este paciente possuía 7 dentes do siso – 3 a mais do que o “normal”. A presença destes sisos traz riscos ao dentes vizinhos e a saúde do corpo todo, pois infecções, cistos e até tumores podem se formar ao redor deles. O paciente foi ao consultório com dores na região dos sisos inferiores –

lado direito. Numa mesma cirurgia foram extraídos 5 dentes, deixando dois dentes que estavam muito próximos do nervo – os quais deverão ser acopanhados até que possam ser extraídos. (cirucular os dentes do siso) 

 

     

Casos Clinicos voltar ao  Menu

 Caso 02

 Caso 03

Este paciente não apresentava sintomatologia, ou seja, não tinha dores nos dentes do siso. Porém, estes estavam muito próximos aos dentes vizinhos, e já havia suspeita de comprometimento das raízes dos 2ºs molares. Podemos observar que os sisos presentes neste paciente estavam inclusos - dentro do osso, necessitando de manobras especias para sua remoção - osteotomia e odonto-secção.

Casos Clinicos voltar ao  Menu

Caso 04

Paciente jovem, de 27 anos, nos procurou com dores na região do siso inferior direito. Nota-se a posição horizontal dos sisos inferiores - dentes deitados, o que dificulta sua extração. Entretanto utilizamos a técnica da odonto-secção, na qual partimos o dente em 3 pedaços, possibilitando uma extração tranquila, sem fazer grandes esforços. Neste caso so sisos superiores sairam sem maiores dificuldades, não sendo necessário realizar a odonto-secção.
 

Casos Clinicos voltar ao  Menu

 Caso 05

Descrição do caso

 
Neste caso podemos observar a grande proximidade do dente do siso inferior com o nervo mandibular –que dá sensibilidade aos dentes inferiores e a pele, ossos e tecido do queixo. O risco de causar uma lesão no nervo durante a extração é muito grande. Com a finalidade de evitar este risco, pode-se realizar uma cirurgia conservadora, na qual apenas uma parte do dente é removida. A outra metade é deixada dentro do osso. Um acompanhamento radiográfico é feito e uma futura intervenção cirúrgica poderá ser realizada se esta parte se afastar do tecido nervoso. Esta foi a estratégia cirúrgica escolhida para este caso. (contornar o nervo na paint e colocar uma seta )

Casos Clinicos voltar ao  Menu

     Caso 06

Podemos observar neste caso a curvatura acentuada das raízes dos sisos inferiores. Tivemos que tomar muito cuidado ao extrair estes dentes, pois o risco de fratura das raízes era muito alto. Técnica cirúrgica presica e muito delicadesa na remoção foram fundamentais para o sucesso da cirurgia.

 

Casos Clinicos voltar ao  Menu

 

.

.

A extração dos terceiros molares é complexa e depende da posição
destes dentes. Depende da anatomia de cada caso

PERGUNTAS FREQUENTES

 

Quantos dentes do siso existem?

Existem quatro dentes do siso: dois superiores, direito e esquerdo, e dois inferiores, também direito e esquerdo. O nome mais apropriado para os dentes do siso é 3ºmolar. Podem existir, raramente, até 4ºs molares!

 

Rx Panoramica necessária antes da Cirurgia do Terceiro Molar, aqui mostra 7 dentes do Siso


Em que idade eles normalmente erupcionam?

A erupção (surgimento do dente na boca) ocorre normalmente dos 17 aos 20 anos. São os últimos dentes a “nascer”. Entretanto, alguns não aparecem na cavidade oral, permanecem inclusos por mais tempo ou por toda a vida!

Todo mundo tem o dente do siso?

Não. A ausência deste dente ou até mesmo do 4º molar é interpretada como parte da evolução do corpo humano!
Por que às vezes eles não erupcionam?
Algumas pessoas não possuem mesmo o dente do siso (o germe dental); outro motivo pelo qual o siso não “nasce” é a falta de espaço na arcada dental, ou ainda, pela sua posição horizontal – dente “deitado”.

O que acontece se ele ficar dentro do osso, não nascer?

A proximidade do siso com o 2º molar (dente vizinho) pode produzir reabsorções nas raízes deste; também podem ocorrer transtornos dolorosos ao paciente e possíveis degenerações (lesões císticas). Se o paciente pretende manter seu dente incluso, a fim de evitar a manobra cirúrgica de extração, ele deve estar ciente da necessidade do acompanhamento clínico e radiográfico do caso, por parte de um cirurgião dentista (para certificar que este dente incluso não esta comprometendo as raízes próximas e o osso ao seu redor).

O que acontece se ele erupcionar parcialmente?

A erupção parcial ocorre geralmente por falta de espaço na arcada ou pela posição horizontal do dente (só aparece a “ponta” do dente na boca). Esse quadro pode provocar gengivites e abscessos na região, irritação local, dor e inchaço. No dente vizinho ele também pode provocar doença periodontal e lesão de cárie. Todos estes problemas se devem à dificuldade que o paciente tem para higienizar este dente e de uma gengiva de baixa qualidade ao redor dele!

É verdade que o dente do siso empurra os outros dentes, provocando mudanças de posição?

Este é um assunto polêmico e de opiniões profissionais divergentes. Porém, é certo que a maioria dos 3°s molares não tem espaço suficiente para nascer, e a sua remoção conjunta com o tratamento ortodôntico (aparelho) irá beneficiar o posicionamento dos outros dentes.

Quando a gengiva do dente do siso que está erupcionando inflama, o que
fazer?

O paciente com este problema pode ter dor forte, que irradia por toda região! Para solucioná-lo, o paciente deve procurar um cirurgião dentista e realizar o tratamento adequado, eliminando a dor aguda. Somente neste momento poderá ser extraído o dente do siso ou realizada uma curetagem (caso a extração não esteja indicada).

Quando é indicada a extração do siso?

A sua extração está indicada na ausência de espaço para a erupção, no posicionamento horizontal do siso, nos quadros de dor e quando se inicia a erupção e esta não se completa, ou seja, há erupção parcial do siso. Quando se faz a extração de um dos sisos inferiores, também poderá ser indicada extração do superior (do mesmo lado) e vice-versa, pois a presença isolada de um deles pode provocar uma desarmonia na mordida.

Quando é indicado manter o siso?

Quando este se apresentar saudável, estando ele dentro do osso ou em posição correta na boca. O importante para manter este dente com saúde é visitar regularmente seu cirurgião dentista, para que este faça uma avaliação, e que o paciente faça uma boa higienização do dente!

Lembrem-se, dentes do siso podem gerar de mau hálito a dores fortes (infecções), portanto necessitam de uma atenção especial!

 


 

 

      
                 


SANTA APOLONIA
SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS
ORIENTAÇÕES CLÍNICAS
TRATAMENTOS ODONTOLÓGICOS
FALE CONOSCO
DIA CLÍNICO